A incrível geração que generaliza as relações (mentira, isso sempre existiu)

Há dois textos controversos circulando pela internet. Ótimos, por sinal! Acho que existem pontos verdadeiros e interessantíssimos nos dois. Um deles é da colunista Ruth Manus e outro da minha amada Mariliz Pereira Jorge, que tem uma coluna ótima na Folha de São Paulo. O texto da Ruth diz que existe uma geração de mulheres independentes que são tudo que um homem não quer e o outro texto rebate, falando que existe sim homem que goste de mulher independente, que isso não é motivo para estar sozinha. Resumindo friamente, os dois tentam apontar explicações para uma das maiores crises da humanidade hoje: o medo de ficar sozinho. Um deles fala que muitas mulheres estão sozinhas porque são independentes e os homens não estão preparados para essas mulheres, o outro fala que na verdade quem está sozinho é porque é chato, afinal tem um monte de homem bacana, procurando mulheres independentes, dando sopa.

Acho que essa é uma discussão válida em alguns aspectos, mas, no fundo, não passa de um debate vazio e generalizador. É errado e muito perigoso querer apontar um problema geral explicando por que as pessoas estão sozinhas. As mulheres que estão sozinhas não estão porque simplesmente são independentes ou chatas, mas provavelmente porque essa pessoa não está realmente aberta para encontrar o tal amor da vida, se é que isso deveria existir… Talvez ela só não esteja preparada para conhecer alguém que mexa tanto com a sua cabeça, ou que a faça ter vontade de desmarcar compromissos pra ficar com um cara, ou porque ela não se acha boa o suficiente, ou porque não tem tempo, ou porque não esqueceu um amor antigo, ou porque simplesmente não quer. São inúmeros motivos e eu poderia ficar citando-os por horas. Vale ressaltar aqui que esse problema com a solidão assola também a vida dos homens. A gente que tem essa mania boba de achar que toda mulher quer casar, encontrar o amor da vida. Mas a verdade é que todos nós, homens e mulheres, buscamos um ombro pra encostar quando chegamos em casa.

As pessoas que estão sozinhas, no fundo, sabem por que estão assim. E essas tentativas de resposta são para nós mesmos nos enganarmos e acharmos que tudo bem, estamos sozinhos por um mal generalizado. Mas não. Às vezes, você está sozinho simplesmente porque não teve tempo de descobrir no outro, algo que te faça esquecer dos problemas. E não é fácil não. Não é questão de beleza, riqueza ou inteligência. A gente se apaixona por coisinhas inexplicáveis e por isso o amor é tão mágico. Mas como a gente vai ver beleza nas simplicidades do outro, se a gente não vê nem nas nossas?

Talvez você esteja sozinho porque ainda não se deu a chance de se conhecer melhor, de curtir esse tempo sozinho. Talvez você esteja sozinho porque é bom demais pra todo mundo que você conheceu até agora. Porque, no fundo, você ainda tem esperança de voltar para aquele seu ex. Porque, no fundo, você morre de medo de descobrir que existe alguém melhor do que seu amor do passado. Talvez porque você morra de medo de envolver alguém na sua vida. Talvez você realmente tenha dificuldade de encontrar alguém que saiba lidar com seu jeitão solto.  Mas pra gente não ser sozinho, é preciso abrir o coração pra conhecer o outro sem esperar nada em troca. No final, você pode pelo menos ganhar um grande amigo. Não estou falado que a gente precisa dar chance pra todo mundo que é legal com  gente, mas sim para deixar de ser tão mesquinho e passar a prestar mais atenção no outro. Pra realmente ouvir o outro e pra se ouvir também. Não existe a pessoa perfeita pra você, porque existem várias pessoas perfeitas pra você. E elas devem estar aí, ao redor do mundo enquanto a gente está discutindo porque as pessoas estão sozinhas.

Agora desliga esse seriado que você tá vendo, põe sua música preferida pra tocar e saia por aí sem a intenção de procurar alguém. Ou quem sabe, pra procurar por você mesmo. Encontrar aquele eu que te faria se apaixonar, aquele seu eu que você morre de saudade. Sai por aí pra ouvir um pouco o outro, pra entender mais sobre o que você não sabe. Sai por aí tentando entender você. Sem essa de generalizar. Você não está sozinho por ser chato, gordo, independente, egoísta. Você não está sozinho por nenhum motivo simples e específico. É que as pessoas são bem complexas mesmo. Como você achou que as relações poderiam ser simples? A gente tem que saber se doar e receber em troca.  Descubra o que você realmente quer e corra atrás disso. Garanto que a solidão vai te dar uma trégua, pelo menos por enquanto. Afinal, não existe amor maior do que o amor próprio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s