Quem sou eu dentro desse mar de afirmações que faço sobre mim mesmo

Eu não sou diferente de ninguém. Eu sou exatamente igual a todas as outras mulheres. E e não digo isso como algo ruim, não. Acho que cada um é único, mas, no fim, todo mundo se parece. Eu não quero ser a mais bonita, a mais legal ou a mais descolada. Eu gosto de me olhar no espelho e me sentir incrível. Não só pela aparência, mas pelo que se passa dentro de mim. Eu quero ser a melhor em tudo que eu faço, mas não acho justo passar por cima de ninguém. Eu sei que o mundo não é justo, mas eu tento ser, pra ver se eu consigo entrar em equilíbrio. Eu não faço questão que todo mundo goste de mim, mas eu gosto quando eu descubro que gostam. Eu tenho opiniões muito fortes e não tenho vergonha delas. Também não tenho vergonha de mim, então eu faço o que me dá na telha. Tem gente que não deve gostar muito desse meu jeito, e eu respeito. Eu não sou legal com todo mundo, mas faço um esforço danado pra tentar ouvir o outro. Sempre dou uma segunda chance. Deve ter alguma coisa legal dentro dessa sua cabeça dura. Eu sempre acho que todo mundo que eu conheço tá carente de ouvir. Eu também sempre quero falar. Falo muito, até. Mas me mando calar a boca quando percebo que estou contando a segunda história sobre mim mesma. No final, percebo que a gente sempre ganha mais ouvindo o outro. Nossas histórias a gente já sabe. A gente só quer contar pra ver como o outro vai reagir ou pra compartilhar um sentimento, mesmo. Mas quando a gente ouve de outra pessoa, descobre um mundo novo. Uma nova porta se abre. Nem sempre. Tem gente que tem um papo chato mesmo. Paciência. Eu queria ser mais proativa, desenvolver novos projetos, influenciar as pessoas. Queria comer melhor, acordar cedinho pra meditar. Mas se eu fosse todas essas coisas que eu queria ser, eu não seria eu. A única coisa que eu sei é que eu quero continuar fazendo arte. Um dia eu quero ser um artista. Na minha carteira de trabalho tem escrito “Profissão: Artista”, mas eu queria acordar e ter a certeza de que eu sou realmente um artista. Que minha arte ultrapassou barreiras, mentes intocáveis e corações de pedra. Ou, no fundo, eu só queria fazer aquilo que eu acredito. Eu sou só uma pessoa comum querendo se divertir e procurando pela sua paz de espírito. O resto sou só eu querendo um pouco de atenção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s