Cool is the new me

As melhores músicas pra fazer sexo

Por BabyNative

Por BabyNative

Todo mundo tem uma lista de músicas preferidas pra fazer sexo. Pensando nisso, nossas colunistas liberaram suas playlists com as melhores músicas pra ouvir entre quatro paredes.  O mais legal é que cada um tem seu estilo, então tem música pra T-O-D-O-S os tipos de sexo que você quiser inventar de fazer! Vamos deixar essa segunda-feira mais animada, então aproveita pra baixar as músicas que você mais gostou e já pensa aí com quem você vai experimentar  nossa playlist 😉

Sophia Alziri

Escolher essa playlist só me fez perceber como meu verdadeiro sonho é viver dentro de um clipe de hip hop.

1 – Know Yourself – Drake

Tô na fase e apenas fico louca mesmo.

2 -Lollipop – Lil’ Wayne

Apenas um clássico.

3 – Pyramid – Frank Ocean

Comecei a achar que essa devia ser a número 1, porque ela parece estar sendo escondida do mundo de tão poderosa que é. Impossível achar no Youtube e o clipe só existe no Vimeo. Muito suspeito.

4 – Skin – Rihanna

Veja a própria dançando essa musica e se una nessa corrente de tesão por /vontade de ser ela.

Pra ouvir a música sem ser ao vivo, clica aqui!

5 – All the Time – Jeremih

Porque sim.

Natália Moreira

1 – Portishead- Humming e All Mine

2- Alt-J

3 – I wanna be your dog – The Stooges

4 – Smoke city – Underwater Love

Bruna Smith

1- Chet Faker – Talk Cheap

2 – Lean on

3 – The XX – Intro

4 – Milky Chance- Stolen Dance

Simone Mello

A Simone põe todo o CD do Jack Johnson pra tocar!

Natália Beraldi

1- Rhye – the fall

2 – Portishead – glory box

3 – Lee Foss & Anabel Englund – Electricity

4 – Boyce Avenue – closer

5 – Jessie Ware – Say you love me

Marcela Picanço 

1- Since I’ve Been Loving You – Led Zeppelin

Pra aquela noite tomando vinho na sala com o climinha da luz amarela de abajur (e vocês nem se dão o trabalho de ir pro quarto).

2 – T-Pain – Up Down

Pra qualquer ocasião, porque sim.

3 – Wicked Game – Chris Isaak

Pra de manhã (esse é o meu despertador, pra já acordar no clima)!

4- Rihanna – Pour it Up

Sophia roubou a minha Skin, mas tenho outra igualmente maravilhosa.

5 – Alex Clare – Too Close

Porque não tem como não pirar.

5 Instagrans que desafiam o senso comum

Como combinado, toda segunda-feira vamos divulgar 5 Instagrans fodas, criativos e diferentes daquela mesmice que a gente vê por aí.

Com esses 5 Instagrans você vai poder se inspirar, pirar, tirar ideias, xingar, se exaltar, amar e compartilhar as imagens no seu próprio perfil pra fingir que você é cool.

Vambora!

Socalitybarbie

Alguém muito genial resolveu criar o Instagram da Barbie Hipster pra zoar esse mundo ~ de aparências ~ das mídias sociais! Ela aparece em vários lugares “cools” e até os ângulos das fotos são iguaizinhos aos que as pessoas têm feito.  Pode dar uma atenção maior pra legenda das fotos dela HAHAHA.

sooooo_official

Um Instagram só de bocas e é sensacional, sim.

Alphachanneling

Desenhos eróticos! ❤

Confetticrowd

O coletivo gangue colorida de mulheres mucho locas, super autênticas, criativas e engraçadas! Cada uma tem um talento especial, tipo um super poder, e todas trabalham juntas pra desenvolver alguma coisa. Dá uma olhada aqui no site delas pra entender melhor a vibe.

satiregram

Outra sátira super divertida ao Instagram, mas essa é pra quem tem boa imaginação…

Recebi umas dicas super legais de Instagrans que desafiam o senso comum e já coloquei alguns aqui 🙂 Muito obrigada e continuem mandando que tá lindo.

5 Instagrans que desafiam o senso comum

Hoje é a estreia de uma nova coluna aqui no De Repente dá Certo. Toda semana vamos escolher 5 Instagrans incríveis  e totalmente diferentes daquilo que a gente vê por aí.

É uma ótima oportunidade pra você parar de fuxicar a vida dos outros, porque vamos combinar, ô povinho sem graça. Com esses 5 Instagrans você vai poder se inspirar, pirar, tirar ideias, xingar, se exaltar, amar e compartilhar as imagens no seu próprio perfil pra fingir que você é cool.

Estamos abertos à sugestões, mas, por favor, não me venha com perfil de prima, amiga, celebridade que você ama. Tem que ser um Instagram com imagens surpreendentes. Se souber de algum, manda pro blogderepentedacerto@gmail.com. Confio nos meus leitores ❤

Vamos lá, preparem-se:

The Academy New York

Wanna be cool e é.

Irwan Pean

Muita arte nas ruas,  no museu, em casa, na mundo…

Trendland

Além desse intragram lindão é uma revista online incrível sobre arte, design, viagem e sei lá mais o que. Dá uma olhada!

BabyNative

Quem segue o De Repente dá Certo no Insta sabe que eu sempre reposto as fotos dela, porque até hoje não encontrei nada tão maravilhoso.

NoBrasil

O Brasil é demais e ponto final.

Como não cair em um discurso raso?

Todo mundo opinando, todo mundo querendo ter uma opinião. Pra opinar de verdade, é preciso ter, pelo menos, mais de uma (várias) referência. É preciso questionar o que foi passado e SE questionar, que é a parte mais difícil.

Em primeiro lugar, não acredite em nada que você lê, ouve ou até vê. Pra ter certeza de alguma coisa, é melhor pesquisar antes de sair julgando e espalhando bobagens. Quantas vezes achamos que era uma coisa e era outra?
Segundo, pare de acreditar em discursos bestas. Estão falando mal da tecnologia, das redes sociais, do mundo. Pense com você mesmo: eu realmente penso assim? Se sim, por que não estou fazendo diferente?
Terceiro, não acredite em nenhum texto (ou comunicação) com verbos no imperativo. Você sabe o que é bom pra você. O autor do texto, o publicitário e seu “amigo” não sabem. Verbos imperativos querem sempre vender alguma coisa, seja um produto, um conselho ou uma informação. Escolha de quem você quer receber os conselhos, filtre tudo e escolha o que é realmente válido, porque a conta chega. No final, você vai perceber que deveria ter perguntando a SUA opinião, em primeiro lugar.
Quarto, não aceite dicas de relacionamento e nem opiniões que generalizem alguma coisa.
Quinto, os seres humanos não podem ser moldados em um texto com tópicos. As relações humanas não são simples de resolver, como uma receita de bolo. Os seres humanos são complexos e nossa época mais complexa ainda, então para, só para de querer enquadrar as coisas. É tudo tão mutável. Tenha paciência para entender o outro, para olhar, ouvir e perceber que, às vezes, não existe explicação ou funcionalidade naquilo. “A mensagem da flor, é a flor em si”.
Sexto, não acredite em nada que eu falei nesse texto escrito em tópicos e no imperativo. Só quero vender minha rasa opinião e você é melhor que isso. Você consegue passar por esse texto e se questionar sobre tudo que está escrito aqui. Repense, me ache uma idiota, concorde, repense de novo e você vai saber o que será útil ou não pra você.
Sétimo, desconsidere tudo que eu falei.

A importância da fotografia analógica, apesar do meu amor pela tecnologia

cef51ed03040b6289c1cfa53fa948a0b8b9ea5

Fotografia sempre foi uma das artes que admirei. Talvez porque eu seja meio nostálgica. A foto captura um momento e parece que o sentimento todo que pairava ali, fica preso em um rolo de filme.

A fotografia analógica captura a essência do momento em que a foto foi feita e por isso que me encantei tanto com a lomografia. Eu já tinha brincado com a ActionSampler, mas não tinha ousado experimentar muito. Gostava mais da ideia de ter uma foto tipo histórias em quadrinhos porque o efeito é simplesmente sensacional, mas depois me falaram que pra começar seria melhor usar a La Sardina.

4b1a72654fc10c51f4fa6e3bde378c3092d35f

 

Eu já conhecia o efeito e achava que as fotos ficariam nada demais, mas me surpreendi completamente. Esperava o momento exato, para tirar aquela foto especial, afinal eu só teria 36 fotos para gastar. Depois percebi que além de esperar um momento interessante para fotografar, o importante era não pensar na hora de apertar o clique e se jogar! O mais legal é conseguir captar a espontaneidade do momento e se divertir com os resultados depois.
 
Quando aprendi a fazer dupla exposição, não parei mais. Queria fazer o filme inteiro juntando uma foto na outra, mas aos poucos fui aprendendo a valorizar a foto normal e descobri que eu simplesmente amo o efeito nostálgico da La Sardina! Por ser uma câmera grande angular e não deixar as cores tão nítidas tive grandes surpresas ao digitalizar minhas fotos.
04c0f284bcd6b8ad82cfdb940eaa9a6435bff2

Depois de toda essa tecnologia que foi invadindo as nossas vidas (amém!), mexer com uma câmera que nos faça pensar duas vezes antes de tirar uma foto é um processo importante. É necessário aceitar que nossas escolhas têm consequências e principalmente um tempo para serem absorvidas. O processo de tomar cuidado ao fotografar e ficar ansiosamente esperando as fotos serem reveladas é algo que não é nada comum hoje em dia e infelizmente todos nós temos perdido essa essência  da espera das coisas. Queremos tudo com facilidade, rapidez, mas nos esquecemos de que a vida pede mais do que agilidade. A vida, na maioria das vezes, pede calma e paciência pra entender seus próprios ciclos. Quando nos deparamos com situações em que precisamos ser cautelosos, nos perdermos. Não estamos acostumados com aquilo que nos exige pensar e sentir ao mesmo tempo.

A fotografia analógica me ensinou que na vida a gente só tem um momento pra aproveitar aquele instante e pra conseguir a foto perfeita. Não adianta nada desperdiçar o filme. Tenho aplicado isso nos meus dias e tenho tomado muito cuidado ao fazer minhas escolhas, mas depois de fazê-las, apenas aperto o click e recebo as consequências da melhor forma possível.